Concurso PM TO 2018
Saiu o edital com 1.040 vagas! Salários de até R$ 8.382,10
Publicado em: 09/01/2018 ás 16:13:00 Fonte: http://noticiasconcursos.com.br/concurso-pm-to-2018/

Saiu o edital de concurso da Polícia Militar do Estado do Tocantins (Concurso PM TO 2018). De acordo com o documento publicado pela organizadora do concurso, a Assessoria em Organização em Concursos Públicos – AOCP, serão oferecidas nada menos que 1.040 vagas, sendo 1.000 para Soldado (900 Masculino e 100 Feminino) e 40 para Oficias (36 Masculino e 04 Feminino).

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Edvan Jesus Silva, ressaltou o desejo de realizar todas as etapas na maior brevidade possível, mas com transparência e respeitando os prazos legais. “A ideia é concluir uma fase e iniciar a outra imediatamente, para que ainda este ano possamos ter todos esses profissionais integrando os quadros da Polícia Militar, e fortalecermos ainda mais a segurança em nosso Estado, como deseja o governador Marcelo Miranda”.

O representante da AOCP, Wesley Faria, disse que o concurso da PM é bastante atrativo, principalmente em virtude da remuneração dos profissionais da corporação, que está entre as melhores do Brasil, e a expectativa é de mais 40 mil inscritos.

Requisitos Concurso PM TO 2018

Para ingresso no Curso de Formação de Oficiais, o candidato deverá atender os seguintes requisitos: a) aprovação em todas as etapas do concurso público e classificação dentro do número de vagas estabelecido neste Edital; c) Idade mínima de 18 anos, no ato da inclusão na Corporação; d) Idade máxima, no ato da inscrição no concurso público, de 30 anos; e) Altura mínima de 1,63m, se do sexo masculino, e 1,60m, se do sexo feminino; f) Conclusão do Ensino Superior (comprovada no ato do ingresso na Corporação); g) Idoneidade moral, comprovada mediante apresentação de certidões policial e judicial, na forma prevista em Edital; h) Comprovação negativa de sentença condenatória, transitada em julgado, em âmbito penal, penal militar e eleitoral; i) Estar em dia com as obrigações eleitorais; j) Se do sexo masculino, estar em dia com as obrigações do serviço militar; k) Pleno exercício dos direitos políticos; l) Compatibilização para nova investidura em cargo público; m) Não ser ex-aluno ou ex-agente público, civil ou militar, desligado, demitido ou exonerado por incompatibilidade ou motivo disciplinar, em qualquer Unidade da Federação; Procedimento irrepreensível e idoneidade moral ilibada, avaliados segundo legislação vigente na Corporação e outras normas editadas pelo Comandante-Geral da PMTO.

Para ingresso no Curso de Formação de Soldados, o candidato deverá atender: a) aprovação em todas as etapas do concurso público e classificação dentro do número de vagas estabelecido neste Edital; b) Nacionalidade brasileira; c) Idade mínima de 18 anos, no ato da inclusão na Corporação; d) Idade máxima, no ato da inscrição no concurso público, de 30 anos; e) Altura mínima de 1,63m, se do sexo masculino, e 1,60m, se do sexo feminino; f) Conclusão do Ensino Médio (comprovado no ato do ingresso na Corporação); g) Idoneidade moral, comprovada mediante apresentação de certidões policial e judicial, na forma prevista em Edital; h) Comprovação negativa de sentença condenatória, transitada em julgado, em âmbito penal, penal militar e eleitoral; i) Estar em dia com as obrigações eleitorais; j) Se do sexo masculino, estar em dia com as obrigações do serviço militar; k) Pleno exercício dos direitos políticos; l) Compatibilização para nova investidura em cargo público; m) Não ser ex-aluno ou ex-agente público, civil ou militar, desligado, demitido ou exonerado por incompatibilidade ou motivo disciplinar; n) Procedimento irrepreensível e idoneidade moral ilibada, avaliados segundo legislação vigente na Corporação e outras normas editadas pelo Comandante-Geral da PMTO. o) Carteira Nacional de Habilitação – CNH, permissão válida para dirigir ou comprovante de aprovação junto ao Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN, no mínimo na categoria “B”.

Salários e Benefícios do Concurso PM TO 2018

Oficiais: Durante o período de formação, o subsídio do Cadete I, em valores vigentes, é de R$ 4.499,52 (quatro mil quatrocentos e noventa e nove reais e cinquenta e dois centavos). O Cadete que obtiver aprovação no CFO será declarado Aspirante a Oficial, permanecendo nesta graduação por um período mínimo de 6 (seis) meses (interstício). O subsídio do Aspirante a Oficial, em valores vigentes, é de R$ 8.382,10 (oito mil trezentos e oitenta e dois reais e dez centavos).

Soldado: Durante o período de formação, o subsídio do Aluno Soldado, em valores vigentes, é de R$ 2.215,10 (Dois mil, duzentos e quinze e setenta e cinco centavos). O Aluno-Soldado que obtiver aprovação no Curso de Formação, será promovido ao Cargo de Soldado do QPPM da Polícia Militar do Tocantins, com remuneração prevista de R$ 4.455,46 (quatro mil, quatrocentos e cinquenta e cinco reais e quarenta e seis centavos).

Sobre os cargos do Concurso PM TO 2018

SOLDADO

São atribuições do cargo de Soldado: Cumprir os planos, normas e ordens emanadas do escalão superior; demonstrar equilíbrio emocional na atuação como servidor militar; atuar na atividade de policiamento ostensivo, nas suas mais diversas modalidades; demonstrar capacidade de trabalho em equipe com responsabilidade, lealdade e bom senso; atuar com disciplina, honestidade, sociabilidade e senso de organização; dirigir viaturas policiais; executar outros encargos e atividades de interesse da Corporação. O Soldado desempenhará essencialmente atividade de execução, para tanto, o Aluno-Soldado, durante o curso de formação, será preparado para a execução das atividades de policiamento ostensivo geral nos seus diversos tipos, processos e modalidades.

No decorrer da realização do curso, o Aluno Soldado estará sujeito às leis, normas e regulamentos que regem a Polícia Militar, além daquelas vigentes no Estabelecimento de Ensino em que vier a ser matriculado. A jornada de trabalho, durante toda a formação e carreira na PMTO, será em regime de tempo integral, com dedicação exclusiva, cujas atividades poderão se desenvolver no horário diurno e noturno, inclusive aos sábados, domingos e feriados.

Dado ao regime de dedicação exclusiva exigido dos policiais militares e consistindo a profissão policial militar em serviço voluntário, não será admitida qualquer excepcionalidade ao exercício da função por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política. Findo o interstício referido no item anterior, e havendo vagas no respectivo Quadro, o militar passará a concorrer ao primeiro posto do Oficialato previsto na legislação vigente, iniciando-se, então, a carreira no círculo de Oficiais da PMTO podendo galgar ao posto de Coronel do Quadro de Oficiais da Polícia Militar – QOPM.

Após conclusão e aprovação no Curso de Formação de Soldado, será oportunizada ao formando, por ordem de classificação no Curso de Formação e de acordo com o número de vagas existentes, a opção pela Unidade em que deseja servir, conforme previsão da Diretoria de Gestão Profissional.

Depois de concluir o Curso de Formação de Soldado e promovido ao cargo de Soldado do QPPM, os novos Policiais Militares serão apresentados na sede das respectivas Unidades, conforme opção feita pelo aluno, e permanecerá obrigatoriamente na Unidade escolhida (abrangendo todos os municípios, distritos, vilas e demais localidades que estejam sob a responsabilidade territorial da Unidade) pelo prazo mínimo de 3 (três) anos, não tendo direito ao pedido de transferência.

OFICIAIS

 

O CFO tem caráter eliminatório e classificatório, com duração estabelecida no plano de curso aprovado pela Diretoria de Ensino da Corporação a ser publicado em Boletim Geral da PMTO, a ser realizado na Academia Policial Militar Tiradentes, em Palmas-TO, ou em outro local determinado pelo Comando-Geral da Polícia Militar, com início previsto após o processo seletivo. No CFO, o Cadete será preparado para o exercício das funções de chefia, comando e execução dos diversos serviços e atividades inerentes à Polícia Militar do Estado do Tocantins – PMTO. Durante a realização do curso o Cadete estará sujeito às leis, normas e regulamentos que regem a Polícia Militar, além daquelas vigentes no Estabelecimento de Ensino em que vier a ser matriculado.

A jornada de trabalho, durante toda a formação e carreira na PMTO, será em regime de tempo integral, com dedicação exclusiva, cujas atividades, de essencial interesse público, poderão se desenvolver no horário diurno e noturno, inclusive aos sábados, domingos e feriados.

Para efeito do disposto no item anterior, consistindo a profissão policial militar em serviço voluntário, não será admitida qualquer excepcionalidade ao exercício da função por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política. O exercício das atividades profissionais será desempenhado em quaisquer das unidades da PMTO, ou em local determinado pelo Comando da PMTO, obedecido ao critério de conveniência e interesse maior da Administração Pública estadual. Após conclusão e aprovação no Curso de Formação de Oficiais, será oportunizada ao formando, por ordem de classificação no Curso de Formação e de acordo com o número de vagas existentes, a opção pela Unidade em que deseja servir, conforme previsão da Diretoria de Gestão Profissional.

Notícias relacionadas